Arquivos de Tag: Riograndense – SM (RS)

Campeonato Citadino de Santa Maria – 1983

A cidade de Santa Maria (RS), não via um clássico RIONAL ser disputado por mais de 4 anos, mais exatamente 4 anos e 10 dias, conforme informação contida na obra Almanaque dos 80 Anos do E. C. Internacional, de Candido Otto da Luz (2008), foi então que em 23 de novembro de 1983 na Baixada Melancólica, como também é conhecido o Estádio Presidente Vargas que novamente se enfrentaram os dois maiores rivais da cidade para uma série dois jogos que apuraria o vencedor da Taça Centenário do Jornal A Razão. Pelos lados do Inter o ano era de intensa atividade, com a disputa do Torneio Incentivo, Copa ACEG e Campeonato Gaúcho, enquanto o Riograndense vinha de um ano de inatividade e recomeçava os trabalhos visando a temporada de 1983.

As duas partidas acabaram sendo jogadas no Estádio Presidente Vargas, no primeiro jogo vitória folgada do Internacional por 3-0, com gols do centroavante Careca, que retornava de empréstimo junto a Associação Alegrete (RS), Chicota e um gol contra de Caçapava, defensor do Riograndense. Cabe aqui um registro que visa esclarecer diferenças nos dados publicados no Blog e na obra do autor Candido Otto da Luz, o livro apresenta dois gols para Careca e um para Birinha, porém as informações aqui publicadas obedecem o que está anotado na súmula da partida, disponível no acervo da FGF.

No segundo jogo disputado em 17 de dezembro, Carlos Gainete já não era mais o técnico do Inter – SM, sendo provisoriamente substituído pelo interino Professor Vela. Com uma boa vantagem conquistada no primeiro jogo e contando com a falta de entrosamento do adversário, visto que para o Inter era fim de temporada e para o Riograndense a retomada das atividades profissionais, não foram necessários maiores esforços para conquistar uma nova vitória e consequentemente a taça oferecida. Chicota marcou na primeira etapa e Leonel deus números finais no segundo tempo. Novamente aqui vamos apresentar dados diferentes dos publicados no Almanaque do Internacional, nele o autor dá os dois gols para Chicota, mas em súmula o árbitro anota um para Chicota e outro para Leonel.

Segundo o autor Candido Otto da Luz esta partida marcou a despedida do zagueiro Donga (Luiz Alberto Salenave) da equipe do Internacional, entre idas e vindas ele atuou no colorado entre desde 1971, porém, não seria este o fim de sua carreira, em 1984 ele ainda defenderia as cores do Santa Cruz (RS) antes de parar e virar técnico.