Arquivos Diários: 17 maio, 2021

Amistoso 1988 – Lajeadense (RS) 4-2 Cerro Porteño (PAR)

Em 1988 o Cerro Porteño do Paraguai excursionou pelo Rio Grande do Sul, fazendo uma série de dois jogos, uma das partidas foi disputada em Lajeado, contra o Clube Esportivo Lajeadense. A equipe gaúcha na ocasião enfrentava um momento difícil na disputa do estadual, até então havia disputado sete partidas, com dois empates e cinco derrotas, marcando apenas um gol e sofrendo sete, a única vitória da equipe havia ocorrido na segunda-feira, quando em amistoso havia derrotado o Encantado por 1-0. Assim, com todo esse retrospecto amplamente desfavorável e tendo pela frente uma equipe da primeira linha no futebol paraguaio, sendo o atual campeão, com nomes como os brasileiros Suca, Tarciso, Gílson Gênio, além nomes da Seleção Paraguaia como Zaballa, Jacquet, Rivarola e Brites, tendo ainda no comando técnico Valdyr Espinosa, a procura de público foi baixa para assistir o jogo, conforme destacou o jornal Informativo do Vale, na matéria pós jogo.

Mesmo com todas as dificuldades apontadas, ocorreu uma surpreendente vitória do Lajeadense pelo placar de 4-2, fato que foi destaque na manchete no jornal Informativo do Vale “Jogo que matou a saudade de gols”. O placar foi inaugurado logo no início a partida, quando Carioca fez boa jogada, driblou o goleiro e foi derrubado por ele na área, pênalti marcado que João Luiz converteu, a reportagem do Informativo do Vale assinala que este lance foi aos seis minutos de jogo, porém a súmula da partida informa que foi aos treze minutos da primeira etapa. João Luiz marcou mais uma vez, novamente batendo pênalti, sofrido por ele mesmo, cometido pelo goleiro Florentin. Ainda na primeira etapa, Brites se lesionou e foi substituído por Delgado.

Na segunda etapa o Cerro Porteño descontou com Gílson Gênio cobrando falta, porém, a reação do paraguaios parou terceiro gol do Lajeadense, Biro Biro fez um lançamento perfeito para Müller que marcou um belo gol. O gol mais bonito da noite ficou por conta do defensor Caio, ele avançou para o ataque, pelo lado esquerdo, quando parecia que ele faria um cruzamento, ele percebeu o goleiro adiantado e então tocou por cobertura, marcando o quarto gol. Delgado novamente descontou para o Cerro, dando números finais a partida.

Agradecimento ao pesquisador Alexandre Henrique Carvalho, pela reportagem e pelas imagens do Jornal Informativo do Vale (Lajeado, RS), aos pesquisador Leonardo Reis Souza pela intermediação e por proporcionar o contato com o colega Alexandre Henrique e ao pesquisador José Luiz Tavares Maciel pela pesquisa da súmula no acervo da FGF.